Sem categoriaQuebra de Acordo: Como minimizar a perda de recuperação durante a crise?

04/12/2020Por Roberta0
https://cbmax.com.br/wp-content/uploads/2020/12/Quebra-de-acordo-como-minimizar-a-perda-de-recuperacao-durante-a-crise-think-data-televendas-cobranca.jpg

A quebra de acordo é um dos temas que mais afligem os escritórios de cobrança devido sua importância para os resultados mensais de recuperação das carteiras. Entenda o que é o famoso Cash flow (ou colchão de acordos) e como minimizar os efeitos da crise no não cumprimento dos acordos.

Em momentos como este, de incertezas diante da pandemia que assola o mundo, se faz necessário todo uma atenção e replanejamento dos escritórios em relação a quais estratégias utilizarem para aumentar ou minimizar a queda na taxa de recuperação de crédito.

São diversas as avaliações passíveis de serem realizadas, desde um acréscimo no volume de ações de cobrança digital (ou no envio de boletos) até a redução gradual do time de operadores. Tudo isso, com foco em garantir o equilíbrio financeiro da operação.

Dentre todos os pontos avaliados, um requer atenção especial: como reduzir a quebra de acordo?

Um acordo é oficializado quando o cliente devedor realiza o pagamento da primeira parcela da negociação. Quando isso ocorre, entende-se que houve o cumprimento da promessa e que mensalmente haverá novos pagamentos até a quitação total do débito existente.

Estimasse que a taxa média de clientes que efetivamente pagam uma dívida (quando realizam uma promessa, isso é, dizem que realmente vão pagar, e pagam) é de aproximadamente 50%. E após a primeira parcela, a taxa de quebra do acordo acaba aumentando gradativamente.

Importante ressaltar que a quebra do acordo ocorre, geralmente, por dificuldades financeiras do devedor (que acaba priorizando outros pagamentos) ou porque, após o primeiro pagamento, seu nome acabou sendo limpo e ele terá um tempo sem pendências até uma nova negativação.

Um outro ponto observado, é que muitas vezes o devedor possui mais de uma dívida em seu nome – neste caso, apenas cumprir um pagamento e não o outro, gerará uma quebra de acordo e a não retirada do seu nome dos órgãos de proteção ao crédito.

A partir do momento que uma assessoria obtém o pagamento de uma dívida parcelada, este (geralmente) fará a gestão daquele cliente até garantir que ele realize a quitação completa da dívida.

E por qual motivo a quebra de acordo acontece?

No geral, a quebra de acordo ocorre por alguma instabilidade financeira do cliente devedor. E nesta época de crise, a tendência é que estes problemas voltem a se intensificar. Por este motivo dizemos, que quem “chegar” primeiro, isso é, interagir com o mesmo, terá maior chance em recuperar o crédito.

O ideal é que as empresas de cobrança tenham um processo bem definido de comunicação de forma a garantir que o devedor seja lembrado mensalmente da responsabilidade quanto ao pagamento da sua dívida. O que ocorre, é que com o tempo (e as mudanças de local de trabalho e residência), fazem com que seus dados cadastrais comecem a ficar desatualizados, afetando no insucesso dos contatos e gerando a quebra de acordo.

Diante deste cenário, a CBMax utiliza soluções que permitem identificar, de forma online, qual o telefone com WhatsApp está sendo utilizado pelo cliente devedor no momento.

Além disso, conseguimos realizar uma checagem online dos telefones existentes, visando segmentar e marcar quais destes possuem WhatsApp – a ideia é de realizar ações de envio de SMS com link para a Chatbot (Cobrança Digital) ou o acionamento via operador com maior assertividade na localização.

 

Roberta

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Apolo Sites © 2021 | Todos os direitos reservados.